A Estrada da Noite #Joe Hill

aestradadanoite_capaA Estrada da Noite

Uma lenda do rock pesado, o cinquentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta.
‘Vou ‘vender’ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto…’
Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas – o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um.
Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.
O espírito parece estar em todos os lugares, à espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente – verdadeira sentença de morte. O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, o padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonada por Jude.
Numa corrida desesperada para salvar sua vida, Jude faz as malas e cai na estrada com sua jovem namorada gótica. Durante a perseguição implacável do fantasma, o astro do rock é obrigado a enfrentar seu passado em busca de uma saída para o futuro. As verdadeiras motivações de vivos e mortos vão se revelando pouco a pouco em A estrada da noite – e nada é exatamente o que parece.
Ancorando o sobrenatural na realidade psicológica de personagens complexos e verossímeis, Joe Hill consegue um feito raro: em seu romance de estreia, já é considerado um novo mestre do suspense e do terror.

Com o Joe Hill é comecei direitinho. A leitura me prendeu do começo ao fim, eu não sabia que ele era filho, apenas achei o livro muito interessante, pelo fato do personagem principal ter obsessão por objetos macabros. Eu tenho pela morte e seus diversos estilos. Não coleciono nada, mas leio tudo que posso sobre como a vida termina. As causas, os modos, como tudo se decompõem.

image11Bem, mas vamos a Estrada, Jude, ou Judas Coyne, o nome diz tudo ne? Ou quase tudo. Ele leva uma vida cômoda e meio que tediosa. Ele achou o que procurava, ao comprar o fantasma do padrasto de alguém. Quando o paletó é entregue em sua casa, da para sentir algo palpável no ar. Isso se deve ao estilo de Joe, esse cara sabe fazer acontecer.

A presença do fantasma é real, e até onde sei sobre fantasmas, quando você convida um deles, ou o compra, ele e seu. Ou melhor, azar é seu.

A vida de Judas fica de pernas para o ar. O fantasminha não tem nada de “Gasparzinho”. Chama-se Craddock McDermott, mas o que tem ele no jogo do bicho? Ele é o padrasto uma das muitas fãs que Jude usou e deixou pela estrada de sua vida.  O fantasma aparece sempre com uma lâmina nas mãos e pronto a cumprir sua vingança.

A casa não é mais segura, e o roqueiro e sua namorada gótica pegam a estrada, mas Craddock não é do tipo que fica assombrando casas vazias e segue seu alvo impiedosamente. Jude vai ter de enfrentar seu passado, olhar seus medos bem de perto e descobrir o que o transformou no homem que é hoje. Vivos e mortos são expostos em uma autopsia legitima e crua.

aestradadanoitecaicaA dose de suspense e terror é na medida certa de fazer você se assusta e gritar se alguém chega de surpresa em você ver.

 

 

joehillgfdlJoe Hill virou um dos meus favoritos e foi quando fechei o livro que percebi que filho de peixe, peixinho é. Mas alto lá, Joe é bem mais prático que seu pai e consegue ser mais direto também. Ele tem seu estilo e não copia o do seu pai em nenhum momento.

Virei fã e já estou com o próximo na fila de leitura e resenha. Minha nota? Cinco beijos mordidos!

beijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidos

Catacumb #Série Vol.3

 

5Catacumb

O último ano de colégio enfim chegou. Depois de tanto tempo juntos, Dan, Abby e Jordan resolvem fazer uma viagem e o destino escolhido é a casa do tio de Jordan em New Orleans. Abby está muito ansioso e entusiasmado para a aventura, pois a viagem irá ajudá-lo no projeto fotográfico de locais e monumentos históricos. Mas toda essa euforia diminui quando, no caminho, os três amigos percebem que estão sendo seguidos. E ainda começam a receber mensagens misteriosas, pelo celular de Dan, de um amigo que morreu no último Halloween. Os três amigos vasculham pistas sobre acontecimentos do passado para obter respostas sobre as tais mensagens, sobre um fotógrafo não identificado e sobre a história familiar de Dan.Neste incrível episódio da série Asylum, a única esperança que resta é sair vivo desta viagem.

Último livro da série Asylum. Comecei a sentir aquele gostinho de despedida. Mas nesse caso a despedida vai significar o fim de alguns mistérios, como por exemplo, quem são os pais biológicos de Dan, nosso personagem principal.

Em Catacumb Dan, Abby e Jordan estão de boa viajando de carro para a casa do tio de Jordan em New Orleans. Ao longo da viagem eles estão dormindo em barracas, aproveitando cada minuto, afinal é o último ano de escola e tudo vai mudar.

Depois do incêndio no Brookline eles querem deixar o passado para trás. O problema é que Dan vai começar a receber mensagens no celular, não vou dizer de quem para não dar spoiler. Mas é alguém que já morreu, legal nê? Dan me pareceu mais assustado do que antes, acho que os nervos o estão vencendo, mas não é pra menos depois de tudo que ele e seus amigos enfrentaram. Para piorar, eles percebem que um estranho os está fotografando.

Nesse livro, se você não houver lido os contos lançados pela autora, sentirá falta de algumas informações. Acho importante ler todos e fazer as conexões necessárias para entender completamente Catacumb. Dan vai descobrir o que deseja? Abby e ele vão ficar juntos? E Jordan? Muita coisa foi respondida e eu gostei disso.

A escritora como sempre conseguiu fazer um livro de leitura rápida e envolvente. Notei alguns errinhos na trama, mas nada que possa estragar o prazer da leitura, se você é um bom leitor saberá entender tudo sem se perder. É quase imperceptível.

O terror na medida certa faz com quem não goste de sentir muito medo, possa aproveitar a leitura sem ter pesadelos, mas ao mesmo tempo fazer vários questionamentos sobre o que era real e ilusão. Acho que a maior capacidade dos livros de terror e suspense seja essa, nos fazer questionar, pensar.

É uma excelente série para jovens, que querem um início no mundo do suspense e do terror. Certeza que após lerem a série vão procurar outros livros do gênero com muito mais fome.

Minha nota? Cinco beijos mordidos.

beijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidos

Artista dos Ossos #Serie Vol.2.5

images-livrariasaraiva-com-brArtista dos Ossos

Oliver é um adolescente que tenta economizar dinheiro para ingressar na faculdade e deixar para trás a loja de antiguidades de sua família. Mas para garantir seu sonho ele começa a trabalhar para uma organização sinistra, que se denomina “Artistas de Ossos”. Bem, mas dinheiro é dinheiro. Abrindo sepulturas e roubando ossos, ele aceita a missão pensando que isso seria uma fase momentânea, mas descobre que abandonar essa empreitada pode ter um custo muito alto, pois existem algumas dívidas que não podem ser pagas. Assim Artistas dos Ossos é um puzzle importante que faltava para os fãs da série Asylum.

Trabalhar nos negócios não é o futuro que Oliver desejou para si. Ele esta economizando para ir para faculdade e ter novas oportunidades. Para isso ele aceita trabalhos freelance. Até esse ponto nenhum problema, mas a vida gosta de nos colocar diante de desafios  e Oliver não vai fugir a regra. Ele aceita um trabalhar para uma organização, o serviço nada convencional envolve o roubo de sepulturas. A moral é flexível como dizem e ele aceita e tem como companheiro de furtos seu amigo Micah.

Roubar bens materiais de cadáveres não é tão ruim assim, mas e roubar seus ossos? E nesse ponto que Oliver sente que está indo longe demais. Percebe que estão lhe ocultando fatos importantes. Com quem eles estão verdadeiramente lidando?

A ideia do roubou criam visões, olhos o fitando de crânios, mãos esqueléticas estendidas em sua direção. Desvendar a verdadeiro motivo envolver descobrir quem são os Artistas dos Ossos.

Como de costume o suspense é mantido com estilo e prende o leitor ate a última página. O lado moral é bem explorado, o que você faria por dinheiro? O conflito de interesses é real e doloroso e vai mergulhar o personagem em suas crenças mais antigas. Afinal eles estão roubando túmulos.  Micah não se importa, para ele vale o dinheiro.

Lembrando que se trata de suspense para um publico juvenil. Nada de esperar cenas chocantes demais. Mas a meu ver o livro cumpre a sua missão de introduzir os jovens interessados no suspense e no terror.

O livro pode ser lido separadamente, mas ao ler os demais você vai entender a motivação dos personagens secundários, que encontram os personagens principais.

O que final no final é a certeza que devemos preservar o que acreditamos ser o certo. Não existe meio termo.

Minha Nota? Três Beijos Mordidos!

beijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidos

Sanctum #Série Vol.2

indiceVisões. Vozes. As lembranças do verão passado, vividas no alojamento Brookline do New Hampshire College, são as mais aterrorizantes da vida de Dan, Abby e Jordan. Uma experiência traumática que eles querem esquecer. Porém, seguir em frente não será uma opção. Alguém quer manter vivo aquele terror. Os três jovens estão recebendo cartas anônimas com palavras enigmáticas e fotos de um antigo parque de diversões. Para dar fim nesse pesadelo, eles irão se disfarçar de candidatos e voltar por um fim de semana ao campus do NHC. E, ao chegar lá, eles vão descobrir que aquele parque das fotos não só é real como também voltou a funcionar. Agora, a capa pista que tentam desvendar, Dan e seus amigos descobrirão segredos ainda mais sombrios do que haviam imaginado. Além de correrem muito mais perigo. Para se salvar, eles não poderão perder o controle.

Olá queridos amigos! Não deixe de curtir nossa página no Facebook Eu Vejo Livros (https://www.facebook.com/EuVejoLivros/) , você já leu o livro, o que achou? Me siga aqui no blog Nazareth Fonseca =)

Depois de ler Scarlets, conto de cem páginas, estava ansiosa e pronta para ler Sanctum, foi muito bom rever Dan,Abby e Jordan Eles estavam vivendo suas vidas o melhor possível, mas os acontecimentos do Brookline mudou a vida dos três para sempre.
Pesadelos, lembranças, ainda assombram suas vidas, apesar de seus esforços para continuar eles sentem que não estão seguros.
Dan a meu ver é o mais solitário e por ter um passado, digamos, um pouco mais comprometido com o Brookline, parece ser mantido a distância por Abby e Jordan. Eles não respondem seus e-mails, achei isso cruel da parte deles. Mas pessoas com medo fazem coisas estranhas. Eles querem esquecer. Isso vai ficar impossível quando cada um deles recebe uma carta anônima contendo uma foto com um recado no verso.
 
Tudo fica mais misterioso quando a mãe de Félix, o procura Dan,e pede que visite seu filho. Ele teve problemas no Brookline e atualmente está em tratamento. Ele berra dia e noite um nome, Daniel Crawford, é o nome de Dan, e do antigo diretor do Brookline. A visita deixa Felix agitado e leva Dan a voltar ao campus e descobrir quem os está assombrando.
Abby concorda em voltar, afinal continua ouvindo a voz de sua tia Lucy, e Jordan anda evitando dormir para não ter mais pesadelos.
 
O clima no campus é de alegria e entusiasmo, novos estudantes e antigos se misturam para o início de um novo semestre, Dan, Abby e Jordan se misturam com os candidatos, encontram alguns professores como a professora Reyes que continua suas pesquisas sobre o antigo diretor. Disfarçados eles conhecem Micah, Lara e Cal, lembram-se dele de Scarlets? Pois, é, ele mesmo.
Daí em diante eles começam a fazer suas investigações e descobrem coisas realmente assustadoras, entre elas, desaparecimento de mulheres, uma fraternidade secreta e muito perigosa, cheia de segredos obscuros.
 
O que mais gosto é quando os três começam a vasculhar casas velhas em busca de pistas. É sinistro. Coisas assim assustam leitores, e muito mais a Dan, Abby e Jordan. Sem falar nas visões com um garotinho de camiseta listrada e sujo de sangue.
Outro detalhe, o parque, o campus esta recebendo a visita de um parque de diversões, bem, ele é assustador.
Somos compelidos a continuar a leitura, a escritora soube fazer a trama divertida, tensa e ao mesmo tempo cheia de suspense e terror. O final me deixou um pouco balançada, preciso de mais. As respostas não foram suficientes, pelo menos para mim. Felizmente ainda tem o livro 3. Vale ressaltar que o clima da série lembra muito uma série de TV que adoro, American Horror Story.
Minha nota? 4 beijos mordidos!
beijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidos

Scarlets #Série Vol.1,5 – Contos

scarletsOs mistérios que rondavam o alojamento Brookline estão longe de chegar a uma conclusão. Neste episódio da série Asylum, Cal Erickson vai ser obrigado a integrar um grupo secreto, os Scarlets, mas essa decisão mudará toda a sua vida e vai cobrar seu preço. Scarlets é uma peça chave para que os fãs da saga se preparem para a leitura de Sanctum, segundo volume da série (a ser lançado em agosto de 2015)”.

Olá queridos amigos! Não deixe de curtir nossa página no Facebook(https://www.facebook.com/EuVejoLivros/)e meu blog (https://nazarethefonseca.wordpress.com/) , você já leu o livro, o que achou? Me siga aqui no blog Nazareth Fonseca =)

Quando li o primeiro livro da série Asylum sabia que estava mergulhando em algo realmente grande. Todo o mistério do Brookline não poderia ser resumido em um único livro havia muito mais a ser revelado. Sou muito fã do gênero terror/suspense e esses livros me deram boas horas de leitura.
Como a série tem uma ordem um tanto confusa, devido ao lançamento de contos que complementam a história dos livros maiores, resolvi colocar a ordem deles aqui em baixo:

1. Asylum (Asylum, #1)

2. Scarlets (Asylum #1.5)

3. Sanctum (Asylum, #2)

4. The Bone Artists (Asylum, #2.5)

5. Catacomb (Asylum, #3)

Antes de você ir com muita sede ao pote, saiba que ao acabar de ler o primeiro livro Asylum pode passar direto para a leitura do livro Sanctum, porque Scarlets é um conto com 100 páginas sobre um jovem chamado Cal, você vai ouvir falar dele durante a leitura de Sanctum. Eu preferi ler os livros e os contos para ter uma visão ampla de toda a história. A experiência valeu a pena.
Vamos à história do livro, ele é focado totalmente em Cal, ele é filho do reitor da universidade de New Hampshire College. Esqueça aquela história de filho de peixe, peixinho é. Carl não é bom aluno, tem problemas com a bebida e suas notas são péssimas. Definitivamente não é um bom exemplo a ser seguido. Se ele está frequentando curso superior é graças aos pais que tem poder.
A universidade é um castigo para Cal, nisso eu concordo, assistir as aulas da professora Reyes é uma tortura, vocês vão ouvir falar bastante nela. O grupo de estudo é obrigado a descer até o porão do alojamento do Brookline e catalogar tudo sobre o local. Para quem não sabe, o lugar já foi um hospital para loucos perigosos, assassinos. O lugar todo tem uma energia muito ruim e Carl vai descobrir isso da pior maneira possível.
Cem páginas de muito suspense e terror, o mais importante é que quando você estiver lendo o livro Sanctum terá uma visão privilegiada sobre os Scarlets e saberá quem é Cal e se pode confiar nele ou não. Minha nota?

Quatro Beijos mordidos!

beijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidosbeijos-mordidos