Contos De Imaginação e Mistério – Edgar Allan Poe

poe900pxContos De Imaginação e Mistério – Edgar Allan Poe

 

Já havia publicado essa resenha em minha pagina eu vejo livros, mas por algum motivo que não recordo deixei de colocar entre as resenha do meu blog. Como o estou atualizando, resolvi republicar algumas dessas resenhas “esquecidas”. Espero que gostem.

Eu li alguns contos de Poe na minha adolescência e confesso que eles me afetaram profundamente. Fizeram-me tomar gosto pelo sinistro, o sombrio.

O primeiro que li foi o retrato oval, devia ter uns quinze anos e fiquei muito impressionada com a força de sua descrição, o modo como ele me transportou para a história. Claro, aos quinze anos, eu não tinha a consciência do que foi tudo aquilo, mas estava irremediavelmente quebrada, mudada, o sobrenatural me tocara novamente. Como aquela visão de Drácula entrando pela janela. Estava enlevada, cheia de duvidas, quem era Edgar Alan Poe e onde eu podia conseguir mais?

O tempo passou e minhas buscas me levaram ao homem, ao escritor, aos seus mistérios e terrores. Comprar esse livro foi um marco em minha vida. Não parece importante, mas tudo que li dele foi emprestado. E para quem tem uma lista gigantesca de livros para reler e ler, foi uma vitória. Obrigada Amazon.

ocorvoNota: Vi recentemente o filme O Corvo, no filme o  escritor Edgar Alan Poe (John Cusack) está na caça de um assassino serial que imita os crimes de seus contos e ainda sequestrou sua noiva Emily (Alice Eve). Para ajudá-lo na investigação, o detetive Emmet (Luke Evans) assume o caso e pretende dar um fim aos terríveis assassinatos, que são seguidos de charadas criadas pelo criminoso que desafia a inteligência do autor num jogo de gato e rato. John ficou excelente no papel e podemos ver os contos do mestre em vivas cores.

contos-de-imaginacao-e-misterio

 

 

 

 

 

Li três contos, entremeando com outros livros, O Barril de Amontillado, Enterro prematuro, O Gato Preto.

Reencontrei a mesma magia obscura e densa de suas descrições tão realistas e assustadoras, a magia de sua narrativa única. O estranho é ter de separar o escritor da narrativa. O conto que mais gosto ainda é o retrato Oval, não consta no livro, e o Gato preto. Existe nele um terror original, que gela até a medula dos ossos. Você lê sabendo que algo ruim vai ocorrer e isso domina seus pensamentos e a cada nova palavra e revelação você mergulha mais fundo em sua originalidade e terror. Sem dúvida nenhum um clássico do terror. Espero que as próximas gerações consigam compreender a singularidade de Edgar Alan Poe.

O Barril de Amontillado

b5ea1d7a8dd3c461a8e79ff5bb73a199

Uma vingança bem consumada, que nos leva a duvidar que ocorra, mas quando ela chega torcemos para que se cumpra.

 

 

 

 

 

Enterro prematuro

cats

Um homem com um problema grave de Catalepsia teme ser enterrado vivo e cria vários meios para evitar a sufocante morte dentro do túmulo. Algo realmente tenso.

O Gato Preto

o-gato-preto-arthur-rackham    dd0e7910b795a8c50deee50fb3cbd1dd

Poe era fascinado por lugares apertados, paredes fofas, recheadas com cadáveres. No gato preto isso se torna algo muito forte. Um casal de apaixonados que ama animais tem um gato. Bêbado o homem machuca cruelmente o gato e quando tenta mata-lo o desfecho é uma morte involuntária. Culpa, medo policia tormento e por fim um corpo e um gato preto. É horror puro e simples.

 

Os contos não decepcionam e levam você além.

Ponto de Ressonância – Michelle Louise Paranhos

FB_IMG_1428512616112Tive algumas experiências ruins lendo alguns títulos nacionais. Normal, nem todo mundo nasceu para ser escritor, insiste porque quer, e esta com vontade de colocar algo no papel.

No entanto, sempre estou disposta a dar uma chance a um bom texto seja nacional ou não, livros são livros.

Ponto de Ressonância foi uma grata surpresa, Michelle Louise Paranhos tem clareza de pensamento e conseguiu criar uma história interessante e profunda sobre amizade e amor.

Texto enxuto, redondinho, sem força uma barra de estilo. Sem onomatopeias e descrições absurdamente longas. Uma escritora pronta para crescer, enfim!

Sobre a história.

A narrativa é leve e flui rapidamente, demorei um pouco mais na leitura graças a uma gripe, se não fosse por isso teria lido em uma semana.

Identifiquei-me com alguns dos problemas de Ana, Raquel, e até de Roberta. O clima da faculdade, a amizade das duas personagens, os conflitos emocionais, e o peso da responsabilidade de crescer, as brigas.  Problemas com drogas, o temível assunto aborto, abuso sexual e esclerose. Essa exposição da vida real é o ponto forte do livro.

O modo como compartilham experiências, problemas, alegrias, os amores e namorados. Tantas coisas para administrar e tão pouca experiência.

Os problemas de saúde. Ficar presa numa cama de hospital é algo medonho, passei por isso quando criança e só Deus para me tirar dela. Acho que foi essa coisa da vida real que me fez gostar do livro. Logo nas primeiras páginas do livro quase que me vi tomando soro.

Sai das tramas de fantasia absoluta das quais sou fã alucinada e me entreguei a esse universo tão humano e simples.

Outro ponto positivo foi às reviravoltas ao longo da história, elas me deixaram feliz por ter encontrado um livro leve, simples e gostoso de ler.

Não vou entrar nos detalhes da trama para não fazer spoilers, mas deixo registrado que todos os personagens são bem construídos e nos oferecem boas experiências durante toda a leitura. Recomendo a leitura sem medo.

Minha nota? Quatro Beijos mordidos!

vampire-mouth-illustration-lips-blood-white-background-33140303vampire-mouth-illustration-lips-blood-white-background-33140303vampire-mouth-illustration-lips-blood-white-background-33140303vampire-mouth-illustration-lips-blood-white-background-33140303

 

Sobre a Autora do livro.

received_817141528361738Michelle nasceu em 1972. Em 1989 formou-se professora de ensino fundamental e Técnica em música (modalidade piano clássico). Em 2000 passou a atuar como professora regente de ensino fundamental em escolas públicas do município de Itaguaí-RJ .Lecionou em ensino fundamental, pré escola e como professora auxiliar em Educação Especial.

Sem perder o foco em educação exerceu e ainda exerce diversos trabalhos voluntários em ONGS, como o Projeto Correspondentes do Bem do INPRÓS – em que atuava enviando cartas para menores em condições de vulnerabilidade social internados em abrigos do Município de São Paulo; No Projeto social ACD_TV escrevendo como colunista voltado para pais de crianças com necessidades educacionais especiais e como chefe do Movimento Escoteiro do BRASIL, com crianças entre 6 e 10 anos de idade.

Possui uma página aberta para comunidade no Facebook Entrelinhas: Arte,Opinião e Poesia; Blogueira no BLOG Café literatura voltado para divulgação de novos autores; conteudista e resenhista da revista literária digital NOVOS ESCRITORES. Resenhista e Crítica literária, já resenhou diversas obras em variados gêneros, do romance até literatura infantil.

Lançou seu primeiro Romance para o público adulto Ponto de Ressonância em 2015 e está lançando agora seu livro voltado para o publico juvenil Mulato velho.