Etiquetas

, , , ,

índice Li alguns contos de Poe na minha adolescência e confesso que eles me afetaram profundamente. Fizeram-me tomar gosto pelo sinistro, o sombrio.

O primeiro que li foi o retrato oval, devia ter uns quinze anos e fiquei muito impressionada com a força de sua descrição, o modo como ele me transportou para a história. Claro, ao quinze anos, eu não tinha a consciência do que foi tudo aquilo, mas estava irremediavelmente quebrada, mudada, o sobrenatural me tocara novamente. Como aquela visão de Drácula entrando pela janela. Estava enlevada, cheia de duvidas, quem era Edgar Alan Poe e onde eu podia conseguir mais?

O tempo passou e minhas buscas me levaram ao homem, ao escritor, aos seus mistérios e terrores. Comprar esse livro foi um marco em minha vida. Não parece importante, mas tudo que li dele foi emprestado. E para quem tem uma lista gigantesca de livros para reler e ler, foi uma vitória. Obrigada Amazon.

Li três contos, entremeando com outros livros, O Barril de Amontillado, Enterro prematuro, O Gato Preto.

edgar_allan_poe_and_the_raven_by_pakstrax-d5julbg-628x356Reencontrei a mesma magia obscura e densa de suas descrições tão realistas e assustadoras, a magia de sua narrativa única. O estranho é ter de separar o escritor da narrativa. O conto que mais gosto ainda é o retrato Oval, não consta no livro, e o Gato preto. Existe nele um terror original, que gela até a medula dos ossos. Você lê sabendo que algo ruim vai ocorrer e isso domina seus pensamentos e a cada nova palavra e revelação você mergulha mais fundo em sua originalidade e terror. Sem dúvida nenhum um clássico do terror. Espero que as próximas gerações consigam compreender a singularidade de Edgar Alan Poe.

O Barril de Amontillado

Uma vingança bem consumada, que nos leva a duvidar que ocorra, mas quando ela chega torcemos para que se cumpra.

Enterro prematuro

Um homem com um problema grave de Catalepsia teme ser enterrado vivo e cria vários meios para evitar a sufocante morte dentro do túmulo. Algo sufocante e tenso.

O Gato Preto

Poe era fascinado por lugares apertados, paredes fofas, recheadas com cadáveres. No gato preto isso se torna algo muito forte. Um casal de apaixonados que ama animais tem um gato. Bêbado o homem machuca cruelmente o gato e quando tenta mata-lo, o desfecho é uma morte involuntária. Culpa, medo policia tormento e por fim um corpo e um gato preto. É horror puro e simples.

Os contos não decepcionam e levam você além. Minha nota? Cinco beijos mordidos!

vampire-mouth-illustration-lips-blood-white-background-33140303vampire-mouth-illustration-lips-blood-white-background-33140303vampire-mouth-illustration-lips-blood-white-background-33140303vampire-mouth-illustration-lips-blood-white-background-33140303vampire-mouth-illustration-lips-blood-white-background-33140303

Anúncios