Etiquetas

, ,

10383547_460327130774303_4723292020026925280_n1

#NazaretheFonseca

Os motivos sempre existiram e eram muitos. Diante de um país que agonizava sob a mão  controladora, cruel e inescrupulosa  restava ao povo iludir-se com esperanças vãs de que tudo iria melhorar, calar-se sob o julgo, ou se rebelar. Castrados, roubados, sem voz, ou vez. Manada de bois, somente para o trabalho e o abate, o povo vivia apenas para sustentar desmandos e gastos.

As cores do opressor eram alardeadas e sufocavam, provocavam, matavam e ameaçavam com um poder sustentado pelo próprio povo.

Falido e corrupto. Um parasita faminto que sempre ansiava por mais, incansável dilapidador.

O grito de revolta estava preso na garganta do povo cansado dos desmandos. Farto de ser tratado como escravos dos prazeres de uma minoria com poder.

Naquele dia, a decisão pesava sobre meus ombros. Era meu fardo, minha vez de lutar, de  livrar o povo, meu povo, meu país da submissão.

A pressão, a vontade de fazer justiça determinou a hora de mudar a realidade da nação. E colocaria um fim ao poderia daqueles que se acreditavam nossos senhores absolutos.

O basta veio como um grito. Era apenas o primeiro passo, mas foi ele quem nos trouxe a liberdade, o direito de sermos livres e buscar o crescimento de um país jovem com vocação para ser corajoso e justo.  Capaz de vencer qual fosse o desafio para ter o direito de mudar sua história.

Hoje, agora, depois de tantos anos vejo o povo novamente preso, alguns por vontade própria e cegueira comodista, outros, por leis que foram corrompidas com ouro, sangue e influência.  Aqueles que desejam poder e lucro fácil ainda existem. O grito de independência ou morte é apenas o princípio.

Retirar as algemas de um regime ditador abre espaço para uma escolha, e ela deve ser feita de modo lúcido. Sem paixões ou interesses pessoais.

“O Pomo Está Maduro, Colhe-o Já, Senão Apodrece”.

Eu ainda lembro-me das palavras de Leopoldina.  Com sua delicadeza ela dizia-me:

Levante! Lute!

Seus ancestrais lutaram e sangraram por essa terra é hora de fazerem o mesmo.

Viva a independência do Brasil

Dom Pedro I Vampiro.

Anúncios