Dom Pedro I VampiroVocê já se sentiu como um investigador particular? Já leu tanto sobre alguém que é capaz de falar suas frases, sentir sua presença e praticamente ouvir sua voz? Bem, eu me senti assim enquanto escrevia Dom Pedro I Vampiro.

Li livros sobre o modo que ele vivia, como governava, o que gostava e odiava. Seus defeitos e qualidades. Descobri coisas incríveis sobre o homem, que libertou nosso país do colonialismo e fez isso apenas com 22 anos de idade. Bem, isso é muito cedo para nossa sociedade, onde os jovens tem mais tempo para serem jovens.

Nessa época Pedro era um homem cheio de responsabilidades, pai de alguns filhos e príncipe herdeiro de um país inteiro.
Com o passar do tempo e da pesquisa me senti muito ligada a ele, e a todo momento me perguntava o que ele pensava do nosso país hoje?

Muito desse sentimento eu coloquei no livro. Suas lembranças, seus amores e humores. Cada passo e decisão mais difícil.
Não foi difícil trazer Dom Pedro I e Pedro Vampiro para o papel. Ambos tem muito a contar, a explicar e dividir.

Para quem ainda não leu o livro ainda, saiba que fiz uma aventura romântica, com passagens históricas e muita ação. Dom Pedro I Vampiro é um grande e charmoso personagem, apenas deixem que ele os conquiste, seja por sua capacidade de se reinventar como homem, e como vampiro, afinal eles são imortais, seja o imperador, ou o vampiro.

Anúncios