Etiquetas

, ,

Revisando, escrevendo, ouvindo música, vivendo com a calma que gosto. Existem certas música que têm o dom de marcar o compasso de nossas vidas, das horas. Pelo menos para quem gosta de música, seja ela clássica ou não.

Não é frescura, elitismo, nem se fazer de intelectual gostar desse tipo de música. Basta se deixar conhecer os compositores, suas obras, entender o que eles expressavam em suas operas e sonatas. Se permitir ir além, soltar a mente das cadeias do prejulgamento, mergulhar nos sentimentos que eles traduziram em música.

Aprendi a ouvir com minha mãe e depois nas aulas de balé. Finalmente li a biografia de diversos compositores e descobri do que gostava. Hoje posso dizer, que já tenho os meus favoritos, seja por sua obra ou o modo que viveu.

Anúncios