Para quem está chegando a novidade é que será publicado pela Editora Aleph o romance A Rainha dos Vampiros agora no mês de Novembro. O livro encerra com chave de ouro a saga Alma e Sangue.

Ao longo dos quatro livro já lançados a história de Jan Kmam e Kara cresceu e se mostrou muito mais que um simples romance entre uma mortal e um vampiro.

O mundo dos vampiros foi desvendado a cada livro como um universo complexo, cheio de organizações com regras que mantém em equilíbrio frágil entre vampiros, homens lobos, bruxas e demônios. O sangue, o poder e o prazer são o elo da corrente que mantém a imortalidade viva.

Ao longo de todos os lançamentos e edições contei com o apoio de Eric Novello, tanto na edição dos dois primeiros livros, como na divulgação dos três últimos. Ele juntamente com fãs e blogs parceiros fizeram da série um sucesso.

No lançamento do livro a Rainha dos Vampiros conto com os fãs e blogs parceiros para divulgarem a capa e os trechos do livro em seus blogs e mini-blogs.

Alma e Sangue, A Rainha dos Vampiros traz aos fãs o desfecho da saga com muito terror e romance.

Hoje, junto com o novo trecho vem a capa e os demais trechos já divulgados.

Último trecho – Tudo a Seu Tempo

– O que sugere é impossível. Quando um vampiro começa a sugar outro, o limite é muito tênue. Posso matá-la sem perceber – lembrou Jan, achando sua ideia cada vez mais absurda.

– Não posso deixar que os Poderes a toquem, mas posso ganhar tempo, embora não muito. Quero que esteja pronto para agir, fuja com ela se for preciso e faça o que lhe ensinei. Afinal, terei de me portar como rei, não como amante. Pode compreender? Se alguém tem o direito e a coragem de matá-la, esse alguém é você. Saberá parar no momento certo. Cuide de Kara por nós dois dessa vez.

Jan Kmam cobriu o rosto com as mãos e suspirou pesado, estava confuso. O rei o preparava cuidadosamente para agir, e ele sabia que deveria estar pronto para tudo.

– Saberei agir no momento certo, Ariel – disse Jan, entendendo a atitude de seu rei. Tocou seu ombro, passando-lhe segurança para que ficasse tranquilo: em seu rosto havia um grande pesar.

– Ótimo – disse Ariel Simon mais calmo.

Os dois se levantaram da mesa e seguiram pelo corredor. O rei foi se recolher, parecia exausto. A noite não estava sendo fácil para ninguém. Mas era certo que ele escondia algo muito sério.

Primeiro trecho – A escolhida:

Eram mordidas e feridas com arranhões. Tasha, no fim da corrente, estava pronta para lutar e quando o vampiro se aproximou ela o socou. Não tinha muita força, mas com o punho enrolado na corrente o estrago foi grande. O vampiro caiu, tocou o nariz sangrento e a olhou furioso e incrédulo. A jovem sabia que não havia acabado e se preparou para mais com a mão ferida pelo impacto. Dessa vez, segurou as pontas da corrente e esperou pelo ataque com os olhos fixos no vampiro. E quando ele avançou, ela o laçou pelo pescoço e o fez ficar de costas. Num golpe ligeiro, puxou a corrente e quebrou seu pescoço.
Vampiros, lobos e Caçadores a observavam sem compreender como uma mortal podia tanto. Ela não era indefesa como as demais. Lutava com o que tinha nas mãos. Para eles só havia uma explicação: era ela a escolhida. Darden a olhavam com admiração e surpresa, uma mortal havia assassinado um vampiro, e ela estava acorrentada!

Segundo trecho – odiada Consuelo e o loirão Jan Kmam:

Jan se erguer do chão sujo de sangue e poeira. Tocou o ventre ferido e viu os cortes fechando lentamente, precisava se alimentar. Na pressa de procurar o rei não buscou alimento. Limpou o rosto com as costas da mão e se colocou de pé, trôpego.

– Jan você está bem?

Consuelo apareceu ao seu lado e o apoiou quando ele vacilou. A vampira passou seu braço sobre os ombros delicados e tocou seu rosto. Mas ele teve uma reação bem diferente da que ala esperava e a surpreendeu. Ele a segurou pela garganta e apertou.

– Veio terminar com o que Seth começou? – Jan perguntou, a erguendo do chão com o resto de força que lhe restava.

–Não…! Jan você está me machucando… Solte-me – ela pediu tentando afastar sua mão.

– Vai ser preciso mais que você!

Jan Kmam a soltou num empurrão e começou a andar para longe do beco. Kara e Vitor o seguiram assim como Consuelo.

– Fique longe, ou, eu juro, a matarei, Consuelo! – disse Jan, sentindo os cortes se fecharem.

– Diga-me que está bem e eu irei. – ela pediu.

erceiro trecho – Ariel, o rei dos vampiros, e Kara Ramos, a campeã do rei:

“Kara acreditou que perderia os sentidos tamanha a confusão que sentia, mas, num grande esforço, conseguiu afastar Ariel. O rei a soltou aborrecido ao ver seu abatimento.

– Estou farto de suas crises de culpa, Kara.

Ariel Simon foi para o outro lado do quarto e se serviu de um cálice de sangue, enquanto a fitava atento. Ele o sorveu num gole só como se tentasse buscar calma dentro de si para suportar os caprichos da vampira que amava e o prendia numa rede tão forte que  poderia sufocá-lo.

– Tenho suportado estes encontros furtivos, mentido para Jan Kmam e todo o resto para mantê-la em minha cama, porque assim você deseja. Mas não pretenda fugir de mim a essa altura, porque não será tão fácil dessa vez. Quando Jan despertou e a salvou eu engoli meu orgulho e a deixei partir, mas já basta de bancar o vampiro bonzinho, o rei justo que tudo tolera. Você é minha!

– Ariel…Por favor, eu não sei o que aconteceu…

– Agora chega! Se continuar agindo como se não fôssemos amantes vou procurar Jan Kmam e lhe contar a verdade. Aí você vai precisa escolher, e bem depressa. Mas eu garanto que sou bem mais fiel que ele. Sou doce e protetor, mas não ouse provocar o demônio que existe dentro de mim. Ele é bastante cruel quando deseja. – Ariel a segurou nos braços e ameaçou furioso.

– Do que está falando…?”

Anúncios