Etiquetas

, , ,

Abri espaço no blog para que os fãs pedissem post sobre seus personagens preferidos,algo que me deixou extremamente feliz, porque choveu pedidos.Os primeiros posts foram sobre Afrodite, Samael, Bruce, e hoje o post é a pedido de Juliana Ribeiro. Ela quer saber um pouco mais sobre Togo, o líder da Ordem dos Pacificadores.

Togo provavelmente nasceu no período Yayoy algo no ano 300 a.C, o nome provem de uma região em Tóquio onde foi localizados achados arqueológicos, que mostram o marco inicial da cultura de arroz em socalcos, como também um novo estilo de arte cerâmica. Togo era um simples camponês, que foi atacado e morto para renascer como vampiro em outra condição social. Viveu mais alguns séculos no Japão e por fim migrou para o ocidente.

O Livro o convoco e ele apenas seguiu seu chamado. Radamés o introduziu no mundo vampiro e não demorou muito para que assumisse seu lugar junto aos Poderes. Apesar da conduta séria e controlada, Togo já viveu seus dias de paixão e morte.

Ele representa minha paixão pelo Oriente e todas as suas faces. Tenho suas aventuras guardadas com muito carinho, mas admito que será um trabalho único as colocar no papel.

Quando Radamés foi afastado do cargo de líder da Ordem dos Pacificadores ele assumiu o cargo e desde então o exerce com sabedoria e controle absoluto. Mas Togo é bem mais que líder da Ordem, quando Radamés sumiu do mundo dos vampiros ele permaneceu ao lado de Detrich. Não concordava com sua postura, atos ou ordens, mas sabia que precisava ficar e proteger o Livro e a Ordem dos Pacificadores o melhor que pudesse. Ele sabia que outro rei viria e traria ordem ao caos, que o mundo vampiro havia mergulhado.

Silenciosamente ele esperou, e o novo rei veio e trouxe a paz tão esperada. Ao longo dos anos ele passou a respeitar, proteger e aconselhar Ariel Simon. O seguia sem medo ou dúvidas, afinal suas ordens jamais foram contra os poderes e sempre visaram à justiça e a manutenção dos Poderes.

Por séculos Togo tem sido um dos vampiros com os quais o rei dos vampiros pode contar e confiar sem medo. Ele chega a ser tão fiel ao rei que mais parece sua mãe. Para chegara ao rei é preciso primeiro passar pela analise do olhar de Togo. A ele nada escapa, seu raciocínio é frio e só visa o melhor para seu rei. Mas ele soube lidar bem com as crises e amantes de seu amado rei. O aconselhou e mesmo quando ele errou soube apoiá-lo e perdoar suas fraquezas e ajudá-lo a erguer-se de todas elas. Kara passou por sua avaliação e sabe bem quanto poder Togo tem junto ao rei.

No livro Kara e Kmam, Segredos de Alma e Sangue, durante uma visita de Jan Kmam a Château Coucher du Soleil, percebemos que ele estava acompanhado por uma mortal. Ele certamente tem seus segredos.

Algo que sempre me fascinou nele foi seu olhar, os cabelos longos e negros,agora com uma mecha branca. O modo que sempre se mostra calmo nas mais diversas situações e sua coragem para lutar. Seu amor incondicional pelos Poderes e por seu rei. Ele é incorruptível.

Nos próximos pots teremos Otávio e Belizário, o Líder da Ouroboros.

Sempre recebo e-mail de fãs perguntando o que leio, o que indicaria como leitura. Então resolvi fazer resenhas dos livros que já li e estou lendo atualmente. Breve, resenhas.

Beijos mordidos.

Anúncios