No último post abri espaço para sugestão dos fãs para novos post falando de alguns personagens da série. O primeiro pedido de post foi para Afrodite.

Quero colocar o nome da jovem que me pediu o post, mas minha caixa de e-mail fez o favor de sumir com o e-mail do pedido. Então, por favor, reenvie o e-mail para que possa colocar seu nome no post,ok?

Afrodite é na série Alma e Sangue uma vampira extremamente perigosa, sedutora e poderosa. Filha da casa real, ou seja, herdeira do sangue dos vampiros mais antigos e próximos ao trono, ela sempre ansiou por poder. Não o poder que dividiria com um rei, ela deseja ter o poder absoluto.

Afrodite não nasceu para viver na obscuridade, ou detrás de seu mestre e amante Radamés. Ela é apresentada no segundo livro da série, Alma e Sangue, O Império dos Vampiros. Ela é filha de um grande amigo de Radamés. A jovem de cabelos e olhos castanhos, bela e delicada chamou sua atenção desde o primeiro instante. Ao longo do livro assistimos as mudanças nessa jovem egípcia, a começar pelos cabelos que ela passa a tingir de negros, a informação não é citada no livro, mas Afrodite assume uma postura diferente quando se torna vampira. Ela aparece sedutora e astuta, infiel e assassina. Ela sabe o quanto é poderosa e quanto poder possui sobre seu amante e sobre os demais vampiros. Basta dançar diante dele e do rei para conseguir seus favores.

O termo Deusa é para ela um elogio tão doce e desejado quando o sangue que bebe para nutrir sua imortalidade.

Impiedosa, cruel, fria, Afrodite só pensa em seus desejos e nada nem ninguém consegue ficar muito tempo longe de sua vingança ou de seu desejo. Sua trajetória de poder e luxuria vai enredar personagens como Detrich, o antecessor de Ariel, o rei dos vampiros, o próprio Ariel, Otávio, e no livro Alma e Sangue, A Rainha dos Vampiros, Kara.

Suas aventuras ao lado de Ariel são realmente dignas de nota, assim como seu relacionamento com os homens poderosos de Roma. Ela chegou a conviver com Pôncio Pilatos, Afrodite  aprecia poder e onde ele estiver ela estará. Ele é sua segunda fonte de alimento e prazer.

Não duvido que ela fosse uma governante a altura dos Poderes, o único problemas é sua falta de caráter e compreensão do bem e do mal. Sendo vampira e se alimentando de sangue é difícil para ela compreender os que lhe servem de alimento e até mesmo seus iguais quando a aborrecem.

Ela é aquela que chamam de “cobra egípcia”, um de seus mais suaves apelidos. Selvagem Afrodite não teme nem mesmo os Anciões, ela joga e os enreda em suas tramas para conseguir o poder. Seus escrúpulos morreram quando se tornou imortal, assim como seu coração.

A maioria dos vampiros afirma que o dom da imortalidade é como o gozo mortal, cada um sente de um modo diferente, apesar de ter o mesmo efeito. Cada vampiro reage de um modo diferente física e emocionalmente. Afrodite o sentiu e para ela imortalidade significa poder para controlar a todos, menos a si mesma.

Ao longo da série vemos vários inimigos que se renderam ao seu poder e pagaram com a própria vida por ajudá-la em suas investidas para conquistar o poder.

No livro Rainha dos Vampiros nós vamos conhecer uma nova Afrodite, bela poderosa, mas ainda fria e cruel com aqueles que não se aliam as suas idéias e não satisfazem os seus desejos.

Imortal, bela, renascida, Afrodite vai sacudir a vida do rei de daqueles que o cercam com o conhecimento roubado de seu antigo mestre Radamés. Ela voltou e apesar de desejar destruir seus inimigos continua buscando o mesmo, o trono, afinal ela quer ser a Rainha dos Vampiros.

Espero que tenha gostado do post, o próximo é sobre Samael, então falaremos de Lodre Bruce também. O pedido do post veio de Mandy Suju.

Espero que continuem enviando suas sugestões.

Beijos mordidos.

Anúncios