Dentro da Trama do livro Alma e Sangue, O Despertar do Vampiro somos apresentados a Ariel  Simon, o rei dos Vampiros, Jan Kmam faz as honras através de sua narrativa sobre o mundo dos vampiros.

Com mais de dois mil anos, ele é o responsável por manter o equilíbrio dentro do mundo dos vampiros. E não é uma tarefa fácil quando todos são imortais e possuem poderes.

Todavia para um imortal não é vantajoso se manter fora da lei. Fazer parte dos Poderes é uma honra, e eles podem escolher entre o Conselho, Os Lordes e a Ordem dos Pacificadores. Isso dá há um vampiro voto e vez e algumas regalias.

O rei conta com o apoio do Livro e da Ordem dos Pacificadores comandada por seu fiel conselheiro Togo. É dele a missão de proteger o rei em primeiro lugar e depois o Livro. Um trabalho que ao longo dos anos se tornou bem mais que uma tarefa e sim uma honra. Ariel é um grande rei, justo, poderoso, por vezes piedoso, mas acima de tudo fiel aos Poderes. O que há mais tempo os governa justamente. Entretanto nem só de leis e ordens vive Ariel Simon, que por natureza é um conquistador, um predador como nenhum outro. Possui olhos verdes e cabelos ruivos, forte e alto na medida certa. Ao longo dos séculos sempre se mostrou sofisticado e clássico em modos e vestimentas.

Gosta de fazer coleções  habito que lhe deu uma fortuna em objetos de arte e armas que  negocia com bastante sagacidade. Inteligente investe na bolsa e sempre sabe à hora exata de vender ou comprar. Um negociante astuto, um estrategista como poucos, Gosta de jogos e lutas, um espadachim nato tanto com espada como florete. Aprecia artes marciais e aprendeu com um mestre, Togo.

Dentre suas paixões está o violino, cavalos de raça e vinhos. Ariel vive em Chantilly,Paris em um château, que ele carinhosamente chama de Coucher du Soleil, Pôr do sol. Nele passa a maior parte do tempo controlando seus negócios e o mundo vampiro de sua câmara no subsolo do château.

Sua beleza e poderes por vezes o isolam dos demais vampiros e até mesmo de andar por entre os mortais. Após os dois mil anos certas características vampiras são quase indisfarçáveis. Mas ele sabe bem como cegar os mortais por com seu charme.

Ser imune a ele é quase impossível quando se trata de seus desejos. Solitário em seu trono Ariel ainda não achou a vampira certa, apesar de já haver conquistado varias. Amantes? Muitas, mas nenhuma com o toque certo para fazer seu coração bater mais forte.

Existe uma lista de vampira que almejam a chance de serem possuídas por ele ou se tornarem suas concubinas, afinal ele é um amante perfeito. Dizem que nunca dorme sozinho e que sempre tem uma vampira pronta a lhe oferecer prazer e sangue. Mas detrás do seu sorriso levado e safado há uma grande tristeza.

O coração do rei tem uma ferida antiga que não cicatriza. O objeto de seu desejo não lhe pertence e é intocável, uma vampira poderosa e bela que o tortura e mantém a distância. Mas como um bom caçador Ariel sabe que o melhor é esperar e manter a esperança.

Forte, belo, poderoso, sensual, por vezes devasso e cruel, culto e rico, adorável e perverso Ariel é um rei amado e temido. Inimigos? Muitos e todos com um mesmo desejo, sua cabeça. Tomar o trono e controlar os Poderes. Ariel os vem vencendo há séculos e mantendo o equilíbrio junto com amigos e seguidores. Um deles é seu favorito e amigo Jan Kmam, o vampiro que mais perto chegou de seus poderes e realeza. O vampiro que guarda a jóia mais preciosa de sua coroa.

Jan Kmam é o próximo na linha de sucessão, apesar disso, ele quer distância da coroa, tudo que ele deseja é manter Kara bem perto de seus braços e longe dos olhos verdes de seu rei.

Ao longo da série Ariel vai se mostrar por completo e vamos ver quem poderá resistir a sua espada e ao seu charme.

Espero que estejam gostando, no próximo post vou detalhar os Poderes que regem o mundo vampiro.

Beijos mordidos

Anúncios